INHOTIM responde perguntas frequentes relacionadas ao rompimento da Barragem em Brumadinho:

O Inhotim está funcionando normalmente? 
Sim. O Inhotim está funcionando normalmente, de terça a sexta das 9h30 às 16h30 e nos finais de semana e feriados das 9h30 às 17h30. Nas quartas-feiras (exceto feriados), a entrada é gratuita para todos; nos demais dias, o ingresso custa R$ 44 (inteira) e R$ 22 (meia). Lembramos que crianças até 5 anos não pagam ingresso e há vários casos que garantem meia entrada

A área onde o Inhotim está localizado está em segurança?
O Inhotim está a cerca de 20 quilômetros da área afetada. A equipe ambiental do Inhotim analisou os mapas topográficos e a Defesa Civil assinou um laudo confirmando que a Barragem B6 da Vale, em Córrego do Feijão, não configura risco para o Parque do Inhotim.

A lama é visível em toda a cidade de Brumadinho?
Não. A região central da cidade, onde o Inhotim está localizado, não foi afetada pela lama. As áreas atingidas ficam a cerca de 15 quilômetros da parte central, na área rural de Brumadinho. 

Como está o acesso ao Inhotim?
Acessos pela BR-381 e via BR-040, passando por Retiro do Chalé ou Piedade do Paraopeba. Há serviços de transporte da Belvitur e da Saritur. Para mais detalhes, confira: Como chegar.

Quais opções de hospedagem estão sendo oferecidas? 
Todos os hotéis e pousadas indicados no site do INHOTIM estão funcionando. É só conferir as opções aqui.

Qual o risco de doenças infecciosas após o rompimento da barragem do Córrego do Feijão? 
No site da Secretaria de Estado e Saúde de Minas Gerais há orientações à população sobre cuidados a serem tomados e sobre os serviços de saúde que estão sendo disponibilizados para informar moradores e visitantes da cidade. Estamos acompanhando todas as atualizações relacionadas ao tema e prontos para divulgar qualquer novidade. Para visitar o Inhotim não é necessário apresentar a carteira de vacinação, mas reiteramos que a vacina contra a Febre Amarela é a única forma de prevenir a doença.

É necessário algum tipo de doação? 
Não. Muitas pessoas nos procuraram com a intenção de encaminhar doações e oferecer trabalhos voluntários. Estamos em contato com o Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil e a Prefeitura de Brumadinho e reafirmamos que não está sendo necessário mais nenhum suporte nesse sentido, pois os trabalhos de resgate e a atuação junto à comunidade já estão devidamente organizados.

Como ajudar Brumadinho? 
Acreditamos que, atualmente, a melhor forma de ajudar a cidade é fortalecendo sua reconstrução por meio da valorização da cultura, do turismo e das riquezas naturais de Brumadinho. Além do Inhotim, a cidade conta com uma extensa área verde, com diversas espécies da Mata Atlântica e do Cerrado, cachoeiras e trilhas, além de ser uma cidade com rica oferta cultural, com tradições de congado e comunidades quilombolas reconhecidas. Nos últimos tempos, muitos hotéis e pousadas foram construídos na região devido à crescente do turismo. 

Visitar Brumadinho, prestigiar o Inhotim, participar de eventos como o Iron Runner Brasil e divulgar para as pessoas que a cidade está viva, são as melhores formas de colaborar

As águas do Inhotim e de Brumadinho estão contaminadas?
Não. O abastecimento de água do Inhotim é feito a partir de captação em poços artesianos no próprio território do Instituto, numa operação outorgada pelos órgãos competentes. A água da cidade de Brumadinho vem do Rio Águas Claras, e não do Rio Paraopeba, que foi atingido pelo rompimento da barragem.

Visite Inhotim, participe do Iron Runner Brasil e ajude Brumadinho a recomeçar!

Informações retiradas do site: https://inhotim.org.br/blog/esclareca-suas-duvidas-sobre-brumadinho-e-inhotim/ Acesse para ver mais respostas.